O Gringo

Bernard Lavilliers18 Oct 2018
Lyrics

O Gringo - Bernard Lavilliers

 

C'était à Rio de Janeiro

 

Une ampoule jaune pendait au plafond

 

Elle me demandait avec son regard étrange

 

Tu pars Tu pars demain

 

Elle a fait glisser sa bague

 

Autour de ses doigts et posé ses deux mains

 

Tout près de mon cœur et demandé des nouvelles

 

D'ailleurs du monde entier

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Meu teto é o céu meu leito é o mar

 

Elle faisait Copacabana

 

Les vieux Allemands tristes

 

Et les marins saouls

 

Elle venait du Nord et croyait que la misère

 

Ici c'était moins dur

 

Pendant que les grands s'affrontent

 

A coup de calibres de whiskys glacés

 

Dans les grands salons de Leblon et d'Ipanema

 

Petit tu peux crever

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Meu teto é o céu meu leito é o mar

 

J'ai laissé tous mes cruzeiros

 

Au coin de son lit et je me suis cassé

 

Seul dans les chemins qui descendent vers la mer

 

Le fric les hauts-placés

 

Tu ne sauras pas criola

 

Que cette chanson je l'ai composée

 

Au petit matin en descente de maconha

 

Pour toi du monde entier

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Meu teto é o céu meu leito é o mar

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Meu teto é o céu meu leito é o mar

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Ele é o gringo que não fala brasileiro

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Sou o gringo que não fala brasileiro

 

Brasileiro brasileiro

 

 

***Lyrics are from third-parties***

cover
00:0000:00
Play Queue

No songs added